A Importância do Movimento de Pinça para a Escrita – Artigos | NeuroSaber

A importância do movimento de pinça para a escrita

Movimento de Pinça

O desenvolvimento motor humano passa por diversas etapas ao longo da vida de acordo com a fase em que o indivíduo se encontra. Essas etapas são de extrema importância para a aquisição de determinadas habilidades que serão utilizadas para toda a vida.

Esse é justamente o caso do movimento de pinça e como ele é importante para a realização de tarefas cotidianas, como a escrita, por exemplo.

Talvez você não saiba, mas foi o movimento de pinça que permitiu ao homem a realização de trabalhos manuais, auxiliando inclusive durante o processo evolutivo da espécie no manuseio e construção de artigos de caça e demais ferramentas.

A importância do movimento de pinça para a escrita

Que a realização do movimento de pinça foi uma das habilidades adquiridas pelo homem durante o processo evolutivo nós aqui já sabemos, mas a pergunta que não quer calar é qual a importância do movimento de pinça para a escrita?

Pois então vamos descobrir!

Se existe algo extremamente comum é ouvirmos diversos questionamentos e comentários a respeito da qualidade da escrita das crianças, principalmente nos dias atuais.

O que acontece é que, segundo estudos da “Psicogênese da Língua Escrita” o processo da escrita em si está sendo um tanto deixado de lado pelos educadores modernos.

Esse é um processo que envolve muitas etapas que vão desde a instrumentação até habilidades psicomotoras que são as que requerem maturidade e treinamento muscular preparando dedos e braços para o ato da escrita em si.

Então, para que a criança consiga ter uma comunicação escrita legível é preciso atender a todos os aspectos que envolvem o seu crescimento, isso é, toda a conquista do esquema corporal que engloba o equilíbrio estático e dinâmico, movimentos amplos, alongamentos e o movimento de pinça bem como o treinamento da musculatura dos membros superiores.

Sendo assim, para escrever e comunicar-se com legibilidade através desse meio a criança precisa estar com o movimento de pinça muito bem treinado, definido e desenvolvido.

Assim ela conseguirá segurar o lápis corretamente, apoiar o braço de maneira adequada na mesa tendo o suporte necessário prevenindo dores decorrentes da má postura.

Como treinar e desenvolver o movimento de pinça

Para treinar e desenvolver o movimento de pinça nas crianças tanto os educadores como os pais podem oferecer ferramentas que trabalhem com essa atividade como argila e massinhas de modelar.

Trabalhos manuais como rasgar papel, enrolar bolinhas de papel, transportar materiais, desenhar, pintar ou mesmo o arremesso de bolinhas de jornal também ajudam no processo de aquisição do movimento.

Treinar desenhos de quadrados, círculos e outras formas geométricas também é fundamental para que posteriormente a criança consiga também desenhar os símbolos pertencentes ao nosso alfabeto.

Isso por que através dessas figuras geométricas as crianças desenvolvem a habilidade de executar traços horizontais, verticais, inclinados e também circulares.

Entretanto vale lembrar que os traços circulares e inclinados só aparecem mesmo na representação da criança depois que ela é capaz de cruzar a linha mediana do corpo, pois antes eles são representados tombando o papel.

O alerta então vai para a importância de o professor e também os pais estarem sempre atentos ao desenvolvimento motor da criança cuidando também para que a escrita em caixa alta não se estenda por muito tempo, pois é uma escrita simples e com representações básicas, mas que faz parte do processo de aprendizagem.

O fundamental é saber que a letra minúscula tem uma importância muito grande para a escrita, pois permite que a criança passe a identificar hastes descendentes e ascendentes e também o lado esquerdo e direito adquirindo a fineza de movimentos necessários para executá-los.

17 Comentários
  1. Deborah 4 meses atrás

    Olá,
    Sou estagiaria do ensino fundamental I , primeira série e na minha sala tem uma aluna com hidrocefalia que é monivisual , tem seus dois polegares atrofiados , mão direita e mão esquerda, anda com dificuldade e não fala. Vendo as atividades,para desenvolver a escrita fina percebi que muitas não serviriam para ela pois masinha , argila ela logo leva a boca , assim como papel , tambem a atividade de enrrolar o papel para fazer bola ela nao conseguiria por conta da imobilidade dos polegares. Há outras opções que eu possa utilizar pra que senha desenvolvida a escrita fina dela ?
    Obrigada

  2. Zilca Martins 4 meses atrás

    Excelentes artigos! Simples, porém esclarecedores. Escritos de maneira cuidadosa para que um grande público possa ter acesso às informações valiosíssimas. Fico grata a vcs pela bela iniciativa.

  3. Mara Pires 3 meses atrás

    Creio q estes exercícios de movimento de pinça podem ser usados com adultos acometidos com patologias neurologicas q ficaram limitados nestes movimentos certo?

  4. Vera Lucia Dutra Silva 3 meses atrás

    Obrigada por me enviar este artigo pois vai me ajudar na elaboração das atividades em sala
    de aula e também no estágio acadêmico na Classe Hospitalar.

  5. Nena 3 meses atrás

    Oi! Através desse artigo pude perceber a importância desses movimentos para o desenvolvimento da criança. Que as vezes não damos muita atenção a eles.
    Obrigada por nos proporcionar esse exclarecimento.

  6. Virgínia 3 meses atrás

    Olá, sou professora de Educação Infantil e achei esse artigo de extrema relevância para o campo educacional; certamente, esse olhar sobre o desenvolvimento motor nas séries iniciais preconiza uma qualidade no processo escolar da criança como também minimiza problemas tão recorrentes na sala de aula. Eu gostaria de saber como estimular esse movimento de pinça em crianças com paralisia cerebral?

  7. maria Lopes 3 meses atrás

    Acho essa matéria bem interessante tenho procurado fazer essas atividades com a minha turma, eles adoram sempre ficam empolgados quando sabe que vamos fazer algo diferente sempre fazem com muita vontade, pois acham que é uma brincadeira diferente. Parabéns pela matéria.

  8. tereza 3 meses atrás

    Estou imensamente agradecida por receber esses artigos, pois através deles tenho enriquecido muito meu trabalho.

  9. Dedeia 3 meses atrás

    Gostei muito di artigo, pois defendo este método desde sempre. E um processo que tem que ser trabalhado desde o berçário

  10. ELENICE 3 meses atrás

    Adorei este artigo, assim como os outros artigos. Estou terminando o curso de Pedagogia e esses artigos tem me ajudado bastante, alem de um filho de 4 anos e uma filha de 17 que está no ensino médio e ainda apresenta algumas dificuldades em leitura, ou seja em interpretar os textos. Tenho buscado ajudá-la com os conhecimentos adquiridos.

  11. Marinalva Alves Martiniano 2 meses atrás

    Amei este artigo muito bom mesmo sou coordenadora da educação especial , vou passar para meus professores lerem também e discutir em nosso estudo semanal e de suma importância estes saberes sobre nossos alunos. Se realmemte comersarmos desde cedo o trabalho com eles seu desenvolvimento e mais eficaz

  12. Dulcilene 2 meses atrás

    Sou apaixonada pelo desenvolvimento motor e costumo citar em minhas palestras que somos resultado de um grande esforço motor que é a persistência dos espermatozoides para encontrarem o início da vida.

  13. lilah 1 mês atrás

    ola. Muito enriquecedor seus artigos, certamente farão toda diferença em minha prática.Poderia me esclarecer um pouco mais sobre este parágrafo: os traços circulares e inclinados só aparecem mesmo na representação da criança depois que ela é capaz de cruzar a linha mediana do corpo, pois antes eles são representados tombando o papel.

  14. Sandra Regina 3 semanas atrás

    É pena que, cada vez mais, as escolas de educação infantil estejam se ocupando demasiadamente com a alfabetização precoce. O maior agravante é que, além dos educadores, os próprios pais desconhecem a importância do desenvolvimento psicomotor das crianças.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2016 NeuroSaber todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:  Agência Primage

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?