A consciência fonológica é um processo de aprendizagem natural?

A consciência fonológica está diretamente ligada à alfabetização. 

Embora muitas pessoas pensem que a leitura começa com o aprendizado das letras, as crianças se preparam para ler muito antes de entender que as letras representam sons. O processo começa com a percepção dos sons das palavras, ou com a consciência fonológica.

Afinal, o que é consciência fonológica? Ela é um processo natural ou deve ser aprendida? Qual a sua relação com o processo de alfabetização? Veja as respostas para essas perguntas neste artigo.

O que é a consciência fonológica?

A consciência fonológica é uma habilidade essencial que estabelece as bases para que a criança aprenda a ler. Ela permite o reconhecimento e o uso dos sons da palavra. É uma habilidade metalinguística de percepção da fala como segmentada em palavras. 

A percepção da existência de palavras grandes e pequenas, assim como daquelas que terminam ou iniciam com sons parecidos, é consciência fonológica. Na educação infantil, as crianças a desenvolvem quando percebem palavras que rimam, contando o número de sílabas de um nome ou quando percebem como os sons que se repetem.

Na escola, a consciência fonológica é trabalhada em atividades lúdicas, brincadeiras, músicas, rimas e histórias. Quando as crianças passam a reconhecer as palavras que rimam, começam a fazer isso sozinhas, a brincar de rimar. Gradualmente, conseguem identificar o número de sílabas em uma palavra.

A consciência fonológica é composta por um grupo de habilidades. Uma delas é a consciência fonêmica, que permite que as crianças sintonizem os fonemas, sejam capazes de separar uma palavra pelo seu som e de adicionar, subtrair ou substituir novos sons em uma palavra.

A consciência fonológica é um processo de aprendizagem natural?

A consciência fonológica é um processo que inclui etapas e envolve memória fonológica e produção fonológica. Uma depende da outra, pois precisamos memorizar os sons para conseguir aprendê-los e manipulá-los.

Fazemos então a produção desses sons e temos a produção fonológica, que é o resultado de uma aprendizagem de sucesso do processo fonológico. Podemos dizer que se trata de um processo natural, já que, aos 3 anos, aproximadamente, a criança começa a adquirir essa habilidade. 

No entanto, ela precisa aperfeiçoá-la e a consciência fonológica deve então ser trabalhada e estimulada para que o processo de aprendizagem não seja comprometido.

Como a consciência fonológica se relaciona à alfabetização?

A maioria das crianças não precisa aprender consciência fonológica, pois desenvolve essa habilidade ao ser exposta ao ambiente repleto de linguagem. O simples ato de ler uma história ou cantar uma canção para a criança, ajuda a desenvolver a consciência fonológica.

Portanto, a consciência fonológica é anterior ao processo de alfabetização. Isso comprova que para aprender a ler e escrever não basta o ensino de letras soltas. O som da letra não garante o aprendizado.

É muito comum a criança apresentar dificuldade na alfabetização, não conseguindo juntar as letras, por exemplo. No entanto, esse é apenas um aspecto de todo processo da alfabetização. É muito importante considerar a consciência fonológica ao realizar as atividades de leitura e escrita com as crianças.

As crianças começam rimando e identificando os sons iniciais das palavras. Depois, passam a misturar os sons e dividem as palavras de acordo com o som de cada sílaba. Por último, aprendem a adicionar, subtrair e substituir sons para criar palavras.

O processo de alfabetização se torna muito mais fácil para as crianças quando se considera a consciência fonológica. Isso ajuda a pensar nas melhores estratégias e incluir elementos que facilitem o aprendizado da escrita e da leitura.

Como você pode ajudar?

O fortalecimento das habilidades de consciência fonológica nas crianças pode acontecer de várias maneiras, não apenas naturalmente. Aqui estão algumas sugestões para que você possa ajudá-las a desenvolver essa habilidade.

  • O idioma precisa fazer parte do dia. Leia livros de rima, cante canções e peça às crianças para inventar palavras que comecem com o mesmo som. Brinque com jogos de consciência fonológica e invente outras atividades divertidas para atrair o interesse das crianças.
  • Crie consciência fonológica. Use peças de LEGO, por exemplo, para criar palavras e desmontá-las. 
  • Use a tecnologia. Para algumas crianças, aplicativos e softwares podem ajudar no desenvolvimento das habilidades de leitura. As crianças podem usá-los para aprender e praticar habilidades de consciência fonológica e fonêmica.

Essas são apenas algumas dicas para ajudar as crianças a desenvolverem a consciência fonológica adequadamente para o processo de alfabetização. Ainda que essa habilidade se desenvolva naturalmente, é muito importante considerá-la no momento de desenvolver a habilidade de ler e escrever, facilitando o processo para a criança e tornando-o mais eficaz.

Gostou do artigo? Compartilhe nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a saber mais sobre a importância da consciência fonológica.

Referências:

https://www.understood.org/en/learning-thinking-differences/child-learning-disabilities/reading-issues/phonological-awareness-what-it-is-and-how-it-works

SANTOS, Maria José dos  e  MALUF, Maria Regina. Intervenções em consciência fonológica e aprendizagem da linguagem escrita. Bol. – Acad. Paul. Psicol. [online]. 2007, vol.27, n.1 [citado  2020-05-12], pp. 95-108 .

Compartilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *