Aprendizagem personalizada e estudantes com deficiência intelectual

Uma das maiores preocupações dos profissionais em educação é a inclusão de todos os alunos de forma eficaz. O problema, neste caso, é a generalização. Não podemos considerar uma metodologia como suficiente para o trabalho pedagógico nos mais diferentes formatos. Mesmo que a escola da criança conte com uma equipe preparada para o ensino, o fato de algum estudante com deficiência intelectual ter o suporte da aprendizagem personalizada pode deixar seu rendimento bem maior do que seria em uma turma, por exemplo.

O que é a aprendizagem personalizada?

O método consiste em levar em questão as características que o aluno, seja ele criança ou adulto, traz consigo. Isso significa que o objetivo é promover o desenvolvimento da pessoa por meio de um acompanhamento exclusivo.

Quais são os benefícios?

Um dos principais pontos positivos para a aprendizagem personalizada está realmente na aproximação do educador com o aluno, de forma que o profissional possa identificar os itens necessários para a apreensão do conteúdo por parte do educando.

No caso do aluno com deficiência intelectual, existe o benefício da adaptação à rotina e à própria limitação apresentada pela pessoa. O roteiro de estudos visa seguir o que o estudante demonstra ter maior facilidade, além de trabalhar o que representa uma dificuldade na vida do estudante. Tudo feito com total respeito, sem causar o cansaço e a frustração do aluno.

Outro benefício que podemos citar é a possibilidade de progressão que a aprendizagem personalizada tende a causar em estudantes com deficiência intelectual leve a moderada. Importante salientar a presença dos pais ou responsáveis pelo aluno.

Essa participação é válida até mesmo para que o profissional tire alguma dúvida que surgir na hora das lições. No entanto, é válido reiterar que a interferência no trabalho do educador deve ser feita somente quando for preciso.

Onde encontrar esses profissionais?

Talvez esta resposta não seja a mais fácil, mas também não é impossível. O fator que depende para o sucesso em tal busca é se sua cidade conta com algum local que ofereça a aprendizagem personalizada, por exemplo.

Os centros de reabilitação podem ser um lugar ideal para a oferta desse tipo de ensino. O problema é que nem todos os municípios têm uma escola que adote essas metodologias.

O passo a ser dado, em casos de ausência de um estabelecimento desse porte, é a procura por meio de indicações que médicos podem orientar. Uma alternativa que tende a dar certo é se inscrever em programas da saúde pública que podem facilitar o acesso dos estudantes ao método em questão.

Todo aluno pode participar da aprendizagem intelectual?

No caso das crianças ou adultos com deficiência intelectual, a forma de estudo personalizada é ideal pela quantidade de benefícios apresentada, além do respeito às características do aluno. O que importa é aproximar o conteúdo dos estudantes e promover a inclusão.

Converse com o médico do seu filho ou familiar que necessita; e procurem encontrar a melhor solução para incluí-lo nos programas de educação.

Assista este vídeo também:

Compartilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *