Dificuldade de Leitura: como trabalhar o aluno - NeuroSaber

Dificuldade de Leitura: como trabalhar o aluno

Um problema que muitos educadores relatam é o fato de haver alunos, dentro de sala, que encontram grandes desafios que se referem à dificuldade de leitura. Para se ter uma ideia da dimensão do quão sério pode ser este cenário, basta relembrar uma pesquisa realizada pelo Instituto Pró-Livro, em 2016. Segundo o levantamento, chamado de Retratos da Leitura no Brasil, em sua 4ª edição, 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro.

Evidentemente que o caso apontado é multifatorial, mas não podemos nos esquivar da responsabilidade que a escola exerce na vida de uma pessoa. É provável que um desses entrevistados pelo estudo tenha enfrentado obstáculo quanto à prática da leitura durante os anos escolares.

Portanto, é imprescindível que pais e professores se juntem a um objetivo comum neste aspecto: impulsionar a habilidade do aluno a materiais e exercícios que estimulam a leitura na vida do pequeno.

Há muitas maneiras de se trabalhar isso, basta que os adultos responsáveis, direta ou indiretamente, na educação do aluno saibam identificar a demanda em questão. O intercâmbio entre professores e pais é muito importante para essa finalidade. Veja como pode ser bastante proveitosa essa dinâmica. Sempre é bom salientar que tais atividades podem ser feitas tanto em sala de aula quanto em casa. O aspecto lúdico deve estar presente para tornar a atividade atrativa.

As sugestões na sequência procuram apresentar à criança a leitura desde a fase mais determinante de sua vida acadêmica: a alfabetização do pequeno.

Cartazes de sílabas

– Pegue cartolinas e cole várias sílabas coloridas. Esse exercício é muito proveitoso e mostra sua eficácia a partir do momento em que o aluno começa a fixar as partes de uma palavra. Importante notar que o uso das cores ajuda a mente da criança a associar a sílaba em questão.

Bingo de sílabas

– A brincadeira procura estimular a capacidade da criança em descobrir e memorizar as sílabas. A atividade consiste em trabalhar com a criança a formação das palavras baseado em uma gincana saudável e bem eficaz.

Para alunos mais crescidos e que já tenham domínio da escrita, a dica é estabelecer uma comunicação diferente, em que o estudante precisa utilizar seu conhecimento. Veja a seguir:

Bilhete para a professora

A proposta é que a educadora incentive a produção de pequenas frases em pedaços de papel e com o nome anotado. A partir daí, a professora escolhe alguns bilhetes para serem lidos em sala de aula e os alunos que deverão realizar a tarefa, principalmente aqueles que tenham dificuldade. Lembre-se, no entanto, que o objetivo é trabalhar o bloqueio da criança junto com a turma. Portanto, qualquer sinal de intimidação por parte de outro aluno deve ser combatido com diálogo. Explique que cada um tem o seu tempo para aprender algo.

Atenção é importante

É verdade que essas foram apenas algumas estratégias que podem ser úteis na busca pelo desenvolvimento da habilidade de leitura. Entretanto, qualquer sinal de que a dificuldade prevalecerá, a melhor dica é conversar com um profissional de psicopedagogia e identificar o que pode estar causando esse quadro.

Assista o vídeo também:

3 Comentários
  1. Maria Conceição Santana Soares 2 meses atrás

    Parabéns por mais este artigo e por estar sempre compartilhando conhecimento.Bj

  2. Dulcinéia Aparecida da Silva e Silveira 2 meses atrás

    Obrigado por compartilhar conosco conhecimentos de forma tão clara e sempre nos ajudando. Abraços

  3. cida 2 meses atrás

    Obrigada!
    Por ter compartilhado esse artigo para nós. Eu acredito que esta referência é o caminho para a leitura.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CONTACT US

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Enviando

2015 / 2017 Neuro Saber. Todos os direitos reservados.

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?