Atividades matemáticas para ajudar alunos com Discalculia

Vocês sabiam que existem atividades matemáticas responsáveis por ajudar alunos com Discalculia? É isso mesmo. O artigo de hoje dará algumas dicas de quais tarefas podem ser úteis para o desenvolvimento de seu filho diante dos números e das operações matemáticas. Além disso, falaremos sobre alguns dados acerca da Discalculia. Vejam a seguir.

Conceituando a Discalculia

A Discalculia pode ser definida com um tipo de transtorno de aprendizagem no qual é caracterizada por uma inabilidade ou incapacidade de pensar, refletir, avaliar ou raciocinar processos ou tarefas que envolvam  números ou conceitos matemáticos.

Isso é percebido desde tenra idade. No entanto, é na idade escolar que todos os sinais e dificuldades se expressam de maneira clara e explícita. Tudo isso é explicado porque as exigências são maiores e a sequenciação de tarefas que envolvem aritmética e proporções passam a fazer parte da rotina.

A Discalculia na vida das pessoas: uma revisão

Em artigos anteriores já evidenciamos ser comum que tal condição seja geneticamente determinada tendo relatos parecidos num dos pais ou em parentes próximos. Além disso, salientamos não ser aconselhável confundir a Discalculia com insegurança cultural que observamos na aprendizagem da matemática ou com má pedagogia por não ocorrer a completa e/ou suficiente transmissão de conteúdos de acordo com a idade e a escolaridade.

É preciso ter em mente que a Discalculia é um problema biológico e inato e que nada tem a ver com aspectos do ambiente, afetando a capacidade da criança em aprender matemática. Estudos de imagem e comparações realizadas entre indivíduos com Discalculia e indivíduos não portadores do transtorno, mostram que os primeiros apresentam o sulco intra-parietal menor.

A dificuldade, por sua vez, ocorre por vários motivos: incompreensão com a noção de quantidade associada à palavra ou conceito numérico;  dificuldade em usar a linguagem adequada para representar o número;  problemas de espacialidade e proporcionalidade em relação ao número correspondente; e pouca aptidão para relacionar conceitos matemáticos (como por exemplo, relacionar porcentagem com divisão e conseguir resolver processos que envolvem abstração e representação mental).

– Dicas de atividades matemáticas para ajudar alunos

Dominó

Para crianças mais crescidas, pelo menos aquelas que já conseguem contar quantidades, o dominó é um atrativo e tanto. Afinal, elas vão se divertir muito através da sequência numérica que corresponda ao mesmo número do quadradinho anterior. A brincadeira incentiva o raciocínio e a estratégia dos pequenos, além de apresentar elementos matemáticos a eles.

Bingo infantil

Divertida, esta tarefa trabalha a percepção da criança com os números. A atividade é realizada da mesma maneira que é feita em bingos semelhantes. A professora canta o número sorteado e os alunos devem marcar na cartela aquele algarismo que corresponde ao que fora falado.

Contando de 1 a 10

Para os alunos da alfabetização, nada mais indicado que promover uma gincana que utilize pequenos cartões numerados de 1 a 10. É interessante que em cada cartãozinho tenha uma imagem que atraia a atenção dos pequenos. A associação do número ao desenho exposto também pode ser uma boa ideia a ser adotada.

Jogo do palitinho

No jardim de infância, a brincadeira é inteiramente voltada para os primeiros contatos das crianças com os números; e o jogo do palitinho é ideal. Ele consiste em colocar um painel colorido afixado na parede da sala. A quantidade de palitos varia de acordo com o algarismo desenhado no cartaz. É aconselhável que se faça de 1 a 10, como na sugestão citada acima.

 

Luciana Brites Psicomotricista

Compartilhe este artigo

Comments 3

  1. Muito bom!!
    Pretendo fazer meu TCC sobre este tema.Gostaria de receber mais informações.Desde já obrigada!!!

    1. NeuroSaber Responde

      acesse nossos canais, temos muitas informações que podem te ajudar.
      YouTube Neurosaber: https://www.youtube.com/neurosabervideos
      Facebook Neurosaber: https://www.facebook.com/neurosaber
      Instagram Neurosaber: https://www.instagram.com/neurosaberoficial
      Blog Neurosaber: https://neurosaber.com.br/artigos
      Facebook Entendendo Autismo: https://www.facebook.com/entendendoautismo
      Instagram Entendendo Autismo: https://www.instagram.com/entendendoautismo
      Blog Entendendo Autismo: http://entendendoautismo.com.br/artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *