Cognição e Processos do Desenvolvimento Infantil e Adolescente

Fala-se muito sobre a cognição e como ela é importante para a vida de todo ser humano. Vale relembrar que cognição é o ato de processar informações com o intuito de perceber, integrar, compreender e responder de maneira adequada aos estímulos do ambiente, proporcionando ao indivíduo a capacidade de pensar e avaliar como cumprir uma tarefa ou uma atividade social.

Essa habilidade é desenvolvida ainda na infância através de muito estímulo e treinamento para que as pessoas cheguem à fase adulta dominando esse conjunto de práticas. No período pré-escolar, por exemplo, as crianças são induzidas a trabalharem a linguagem, a coordenação motora fina e grossa, a psicomotricidade e o aspecto afetivo-emocional.

Como trabalhar esses aspectos?

É inegável que as crianças e os adolescentes precisam estar bem amparados quanto ao treinamento de tais elementos para sua autonomia. Sendo assim, é preciso que eles estejam muito bem assistidos por pessoas que tenham as técnicas ideais, capazes de direcioná-los.

O ambiente escolar e familiar podem ser recomendáveis para trabalhar esses aspectos. Educadores, psicopedagogos, psicomotricistas, entre outros especialistas são alguns dos profissionais indicados para realizar essa abordagem por meio de terapias e intervenções eficazes.

Como ocorre o processo de desenvolvimento da cognição infantil?

Para desenvolver a cognição infantil e aperfeiçoar futuramente a do adolescente é necessário o envolvimento de várias regiões cerebrais, as quais são responsáveis por abrigar determinadas funções que expressam uma habilidade específica.

Há que se lembrar que estas regiões devem estar intactas e íntegras; estabelecidas de acordo com a idade e se interconectando adequadamente para que haja uma boa resposta do cérebro aos estímulos do ambiente e, por extensão, a concretização da aprendizagem e evolução adaptativa para novas aprendizagens.

É preciso ter atenção se algo não correr bem

Isso significa que se algum problema afetar o desenvolvimento cognitivo, a criança e o adolescente tendem a conviver com algum distúrbio ou transtorno que influencie a sua vida. Qualquer sinal de atraso na cognição infantil pode ser resultado, por exemplo, de TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), TEA (Transtorno do Espectro Autista), problemas de aprendizagem, entre outros. Vale lembrar que essas condições impactam o dia a dia não só do paciente, mas de seus familiares também.

A divergência entre habilidades ligadas ao aspecto motor, linguagem, adaptativo, cognitivo ou atrasos observados em um ou mais destes eixos precisam ser observados de perto para que a criança ou adolescente sejam direcionados para medidas de intervenção precoce.

Quando os sinais precoces de irregularidade são identificados, eles podem sugerir problemas no desenvolvimento da criança. Isso abre espaço para atitudes de precaução e correções através de intervenções.

Esse alerta serve para induzir a construção de competências que em outras situações não se firmariam sem a estimulação adequada. Sendo assim, o desenvolvimento cognitivo infantil mostra-se como um importante destaque para a autonomia pedagógica, afetiva e social.

Capacidades importantes para o desenvolvimento da cognição

– Consciência fonológica

Consciência fonológica deve ser definida como a habilidade que todos nós temos na manipulação dos sons de nossa língua. Em outras palavras, é a capacidade de percebermos que um termo pode se iniciar ou terminar com o mesmo som. Além disso, é quando sabemos que existem também expressões grandes e pequenas; e, ainda, que há frases (e uma segmentação nessas orações).

– Leitura e escrita

A leitura e a escrita são competências imprescindíveis que começam a ser formadas no cérebro desde muito cedo, sobretudo quando são estimuladas sob pré-requisitos cognitivos primordiais para o desenvolvimento dos mais novos.

 

Luciana Brites Psicomotricista

Compartilhe este artigo

Comments 5

  1. Lú, os seus conhecimentos sempre fundamentam as nossas dúvidas, e conseguimos saná-las, através de muitos estudos e conhecimentos transmitidos por voçês.Obrigada!

    1. Suporte Neurosaber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *