Como conduzir os problemas no ambiente escolar?

Não é preciso ser profissional da área da educação para sabermos que o ambiente escolar reserva uma série de desafios para nossas crianças. Basta acompanharmos de perto suas experiências e seus relatos para concluirmos como essa fase é determinante. Mas e quando aparece algum problema escolar? O que fazer? Como conduzir? Quem se deve procurar?

Problema escolar e suas mais variadas vertentes

Considerando que o espaço da escola é completamente diversificado, podemos pensar na possibilidade de os educadores encontrarem os mais variados perfis, entre alunos que apresentam resultados dentro, acima ou abaixo da média.

É preciso observar cada caso com atenção, pois, excetuando a situação de estudantes que estejam na média, aqueles que demonstram grande interesse por determinada abordagem (disciplina ou assunto) ou baixo rendimento acadêmico podem mostrar algo mais sério, como um transtorno, um distúrbio, um problema no aspecto psicomotor ou dificuldade de aprendizagem. Em muitos casos, até mais de dois fatores envolvidos.

O que podemos encontrar no ambiente escolar?

Como visto acima, a situação de um aluno pode significar muita coisa. Portanto, confira algumas ocorrências (aquelas que precisam de acompanhamento mais aprofundado com especialistas) relatadas por profissionais da área da educação:

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH): atinge o rendimento escolar da criança, seja no aspecto agitado que o pequeno demonstra ou na distração.

Além disso, o TDAH influencia também nos seguintes casos: dificuldade para seguir e obedecer a instruções ou finalizar o que devia (alguma tarefa); não se familiarizar com atividades que exijam raciocínio ou atenção (atividades que necessitam de esforço mental), ficar distraído por estímulos externos e não prestar atenção ao que se passa dentro do contexto ao que está inserido.

Distúrbios de aprendizagem: Dislexia, Disgrafia, Discalculia, (sendo os principais, junto com o TDAH, mencionado acima). Esses três transtornos costumam ser os mais comuns em se tratando de transtornos específicos de aprendizagem. Nesse caso, os professores são as pessoas mais indicadas para indicar aos pais a existência de algo que possa atrapalhar o desenvolvimento pedagógico.

– Autismo: atraso do desenvolvimento relacionado a incidência do Transtorno do Espectro Autista (TEA). Como todos vocês sabem, o autismo é algo que deve e precisa ser tratado. Lembre-se que não existe cura, mas tratamentos extremamente eficazes e que possibilitam o desenvolvimento de habilidades comportamentais, sociais, comunicativas e cognitivas.

– Outros: situações diversas que podem atrapalhar o desempenho da criança no contexto.

Conduzindo o problema escolar

Diante das várias abordagens, é impossível indicar apenas uma solução para o problema escolar. Sendo assim, vamos especificar algumas respostas frente aos casos apresentados.

– Acompanhamento pedagógico: muitas vezes os alunos precisam de auxílio para resolver questões de fundo acadêmico. Isso tende a ser solucionado por pedagogos, psicopedagogos, psicomotricistas, fonoaudiólogos e outros especialistas que trabalharão a leitura, a escrita, a coordenação motora, a comunicação, etc.

– Acompanhamento médico e não médico: neste caso, os alunos com problema escolar, motivados por algum transtorno, devem ser assistidos por profissionais que os induzirão a intervenções terapêuticas e que tendem a influenciar o rendimento dos pequenos diante dos desafios surgidos na vida acadêmica.

– Atividades coletivas: outra dica é aproveitar o espaço escolar a fim de promover tarefas os aspectos voltados para o convívio social. Dentro dessa categoria, as habilidades mais elementares do contato interpessoal serão trabalhados, como a comunicação. Eis aí uma excelente oportunidade para ajudar os estudantes com problemas escolares.

 

Luciana Brites Psicomotricista

Compartilhe este artigo

Comments 4

    1. Suporte Neurosaber
  1. Boa tarde!
    Estou elaborando um artigo. Sobre este artigo ” Ambiente Escolar” preciso de informações sobre: autor, data da postagem. Obrigada! Os artigos estão me ajudando bastante.

    1. Suporte Neurosaber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *