Como melhorar o desenvolvimento sensorial?

O cérebro comanda o nosso corpo. Disso ninguém duvida. Agora, qual a ligação que esse importante órgão tem no desenvolvimento sensorial? Praticamente todas. Afinal, os sentidos são responsáveis por fornecer informações para nosso cérebro acerca do ambiente nos cerca.

Sendo assim, o bebê começa a discernir a voz do papai e da mamãe, a sentir a diferença entre algo que é quente ou frio, a se posicionar para pegar impulso, entre outras pequenas grandes ações.

Sistemas relacionados ao aspecto sensorial

Todo esse processo gera o desenvolvimento sensorial, pois é por meio do sistema vestibular, sistema proprioceptivo e dos sentidos é que o bebê começa a definitivamente viver como parte do mundo em que pertence.

Na hora de estimular, menos é mais?

Não tenha dúvidas que quanto mais dependência o brinquedo ou objeto causar na criança, menos desenvolvimento sensorial ela terá. O motivo para isso é bem simples: quando o bebê encontra algo que faz praticamente tudo, ele passa a ter todas as curiosidades respondidas.

Por outro lado, um brinquedo mais simples, mas que instigue a busca do pequeno aos detalhes, pode surtir muito mais efeito no aspecto analisado, pois a criança começa a ficar mais ativa.

Quais sentidos são trabalhados?

Todos aqueles que são importantes para o desenvolvimento do bebê, ou seja, todos. No artigo de hoje vocês verão dicas de pequenos ‘exercícios’ que podem ser dados aos seus filhos. Mas é preciso salientar algo importante: o excesso de estímulos tende a irritar o bebê e o efeito sairá bem aquém do esperado. Lembre-se, é apenas um bebê. Nada de excessos, tudo bem?

Desenvolvimento sensorial da visão

Permita que seu filho brinque com objetos de várias cores, tais como: fosforescentes, brilhantes, monocromáticos, opacos, etc.;

Passeie com o bebê e observe tudo em sua volta: os pássaros, as plantas, as árvores, as nuvens, etc. Esse estímulo é excelente;

Ensine sua criança a acompanhar o movimento dos brinquedos com os olhos. Para isso, você pode movimentá-los suavemente próximo do bebê no sentido horizontal, de um lado para o outro e de cima para baixo.

Desenvolvimento sensorial da audição

Cantar para seu filho/filha é um ótimo exercício de estimulação sensorial;

Não economize e escute músicas bem variadas para se trabalhar os diferentes sons;

Imite ou ensine o som de alguns animais;

Não deixe de ler historinhas com imagens para os baixinhos. Imagens grandes e simples para que eles também possam ver.

Desenvolvimento sensorial do paladar

Tente introduzir novos alimentos na dieta do bebê que sejam responsáveis pelo incentivo a descobertas, como texturas, sabores e aromas. Lembrando que com orientação do pediatra.

Apresente aos poucos alimentos com temperaturas diferentes. Use o bom senso.

Desenvolvimento sensorial do olfato

Permita que a criança cheire tudo que tiver um aroma mais leve (para não prejudicá-la). Sendo assim, ela pode sentir o perfume de seu xampu, de seus cremes, etc.

Deixe o bebê sentir o cheiro dos alimentos.

Desenvolvimento sensorial do tato

Faça carinho, toque os bracinhos, os pés e faça leves cócegas no bebê;

Os potes cheios de água com diferentes temperaturas são excelentes. Sendo assim, a tarefa funciona da seguinte forma: coloque água morna em um deles. A seguir, adicione água em temperatura ambiente em um recipiente e com água fria no outro. Escolha alguns brinquedos e coloque-os em cada potinho. Logo depois, incentive-o a explorar.

Deixe que o pequeno conheça e brinque com substâncias novas ao seu contexto, como objetos viscosos (gelatina). Itens como espuma ou massinhas de modelar também são muito boas para estimular o desenvolvimento sensorial de tato da criança.

Lembre-se de sempre conversar com o pediatra de seu bebê antes de realizar quaisquer dessas atividades.

 

Compartilhe este artigo

Comments 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *