Como o processo de aprendizagem pode ser estimulado na infância?

Quando falamos em infância podemos logo pensar em desafios. Mas por quê? Pois é durante esse período que as principais faculdades mentais são estabelecidas. As habilidades começam a ser desenvolvidas e a criança passa a obter algumas competências que permitem sua autonomia. Dentro desse contexto, nós temos o processo de aprendizagem.

Como ele ocorre?

Podemos falar que o processo de aprendizagem acontece por meio da aquisição de conhecimentos oriundos dos estudos, da experiência adquirida e do ensino. Vale lembrar que essa construção deve ser realizada de maneira que acompanhe as diferentes fases da infância, obedecendo a percepção dos pequenos de acordo com o desenvolvimento de cada um deles.

O papel do professor

Os educadores exercem uma função extremamente importante. Afinal, ninguém melhor do que eles para proporcionar os parâmetros necessários e estimular o processo de aprendizagem nas crianças. Os profissionais, através de sua didática, são indispensáveis para um processo bem-sucedido.

Isso significa que os professores têm o papel de estabelecer as situações que possibilitarão o aprendizado do estudante através de atividades que despertem a atenção e o interesse de todos os pequenos em uma sala de aula. Tudo isso contribui direta e indiretamente para o desenvolvimento cognitivo.

Como estimular o processo de aprendizagem na infância?

Bom, existem algumas formas de proporcionar estímulos à aprendizagem para as crianças de forma que elas possam obter conhecimento de maneira eficaz. É preciso salientar que as formas de ensinar devem acompanhar o tempo. Isso significa que a tecnologia pode ser uma grande aliada durante esse processo. Vamos aos exemplos:

– O uso de aplicativos tem sido a grande aposta para dinamizar o desenvolvimento cognitivo dos pequenos. Por meio de interfaces bem atrativas e conteúdos lúdicos, as crianças podem obter conhecimento de maneira leve e divertida. A alfabetização é um dos grandes progressos que tal tecnologia tem propiciado. Esses programas são responsáveis por trabalhar algumas competências importantes nas crianças, como a leitura.

A escrita também pode ser estimulada por meio de alguns aplicativos, mas é inegável a importância que o papel e lápis exercem sobre o desenvolvimento da psicomotricidade dos pequenos. Portanto, antes de apresentar a eles os famosos tablets, não hesitem em estimulá-los pela maneira tradicional.

– O uso dos quebra-cabeças de palavras é muito importante durante o processo de aprendizagem para mostrar às crianças a construção dos vocábulos. Por meio de atividades, elas aprendem brincando.

– Outra opção é o uso do jogo da memória para estimular o raciocínio e ajudar o aluno a aprender novas palavras, contribuindo para o aumento do vocabulário dos pequenos.

– Relembrando que trabalhar com rimas também é uma excelente pedida para crianças. Elas aproveitam o som das palavras que têm sons aproximados. Sendo assim, as músicas, os versinhos e as figuras que rimam são ideais.

Além disso, vocês podem brincar com as palavras panela e canela, pão e coração, iogurte e mamute, casinha e cozinha; entre uma infinidade de vocábulos. Quando mostramos isso a elas, as crianças começam a perceber o mesmo som. Notem como é importante para a alfabetização.

– Vale relembrar também uma dica que já demos em outro artigo: trabalhar com aliteração. Uma ótima maneira de desenvolver o processo de aprendizagem. Funciona da seguinte forma: pergunte à criança quais palavras começam com a letra A.

Com isso, vocês podem dar algumas dicas, por exemplo: A – abacaxi, abacate, amor, avião; B – boneca, beliche, baleia, bola, bicicleta; C – coração, cachorro, camelo e por aí vai.

O trabalho com a consciência fonológica é essencial para estimular as pré-habilidades da leitura e da escrita. Isso se mostra excelente para que, pouco tempo depois, a criança consolide sua alfabetização.

 

Compartilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *