Entenda as áreas psicomotoras e como estimular cada uma delas

Quando se fala em psicomotricidade, qual a definição surge em sua mente de forma espontânea? Se for algo relacionado ao movimento do corpo de uma pessoa, você não está totalmente errado. Entretanto, o conceito deve ser visto sob um viés mais amplo, ou seja, de maneira que abarque habilidades que são cruciais para o desenvolvimento de uma criança.

A psicomotricidade é uma ciência que busca fazer a conexão entre os aspectos emocionais, cognitivos e motores nas diversas etapas da vida do ser humano. Isso porque o bebê tem esse conjunto de aspectos determinados para sua idade, assim como uma criança maior, o adolescente, o adulto e o idoso. O estímulo das áreas correspondentes a essa ciência é imprescindível para as pessoas.

O esquema corporal e a consciência da criança

É importante salientar que antes de mostrar as áreas que correspondem à psicomotricidade, assim como a forma de estimular cada uma, vale falar um pouco sobre a importância do esquema corporal.

Pode-se definir este esquema como a habilidade que os pequenos adquirem sobre seu próprio corpo, além das partes que o compõem, dos movimentos e das atitudes. Outro detalhe que diz respeito à imagem corporal é a maneira a qual a pessoa, no período da infância, enxerga seu corpo.

A criança passa a se desenvolver a partir das experiências corporais com os objetos de seu ambiente e com as ligações afetivas adquiridas no contato com as pessoas que estão ao seu redor. Além disso, essa imagem corporal é construída associada às etapas do desenvolvimento a fim de se obter os níveis de formação e organização da personalidade do pequeno.

A importância do desenvolvimento psicomotor na educação infantil

Diante do exposto, lembramos que é imprescindível o fato de a escola trabalhar todo esse lado da psicomotricidade e da imagem corporal com as crianças. Tudo isso porque é a partir desse desenvolvimento que os pequenos adquirem um maior domínio para elaborar melhor seus movimentos, seus aspectos emocionais e cognitivos; além de tudo que se refere o que está em volta.

Na sala de aula, fatores como a lateralidade, organização, noção espacial, esquema corporal e até mesmo a estruturação espacial devem ser trabalhadas em prol do aluno. Todos esses conjuntos de habilidades são fundamentais para que o desenvolvimento da criança seja estimulado com êxito e eficiência tanto na vida cotidiana quanto no percurso acadêmico.

As áreas psicomotoras: como o estímulo de habilidade pode contribuir?

A psicomotricidade se configura como a integração entre aspectos importantes ao corpo e à cognição da criança. Sendo assim, deve-se reiterar que quando as áreas psicomotoras são estimuladas de forma adequada, os pequenos tendem a se desenvolver de maneira satisfatória.

No entanto, vocês sabem quais são as áreas psicomotoras e como elas podem contribuir no processo de desenvolvimento do público infantil? Vejam abaixo quais são:

– Coordenação motora global –

Essa habilidade está associada ao controle e à organização da musculatura ampla voltada em sua totalidade para os movimentos complexos realizados pela criança. O estímulo se dá através de atividades que lidam com a força, tal como pular, correr, saltar, dançar. Brincadeiras como amarelinha, pular corda, entre outras costumam ser excelentes para essa finalidade.

– Coordenação motora fina –

A coordenação motora fina, por sua vez, está ligada ao domínio e à organização dos pequenos músculos. O trabalho desenvolvido por meio dessa musculatura requer atividades mais detalhistas ou refinadas. É importante que a criança seja treinada adequadamente a fim de obter o controle necessário para práticas que dependam dessa mobilidade.

Atividades escolares (ou realizadas até mesmo em casa) como recortar figuras, imagens; colagens; brincadeiras de encaixe e até mesmo a prática da escrita são essenciais para o progresso deste aspecto ao pequeno.

– Organização temporal –

Essa capacidade significa saber avaliar o tempo dentro da ação; em outras palavras, é a habilidade que a criança adquire para se organizar a partir do ritmo empregado em seu próprio ritmo. Além disso, tal organização está associada ao fato de saber diferenciar o que é rápido do que é lento.

Os pequenos passam a conceber o momento do tempo em relação a outras situações vivenciadas por eles. Importante ressaltar que o ritmo determina esse aspecto. A partir dele, as crianças começam a ter uma noção do tempo em que alguma atividade será realizada.

Sugestões de atividades: correr em determinado ritmo, bater palmas, lançar bolas a um determinado ponto, etc.

– Organização espacial –

Esse quesito diz respeito à orientação e à estruturação do mundo exterior da criança. Em outras palavras, a organização espacial pode ser definida como a consciência da relação do corpo com o meio em que está inserido. As atividades que ajudam a desenvolver essa habilidade são as seguintes: amarelinha, boliche, cirandas, entre outras.

– Lateralidade –

Responsável pela conscientização simbólica dos dois hemisférios do corpo (direito e esquerdo), a lateralidade estabelece na criança a noção dos lados da estrutura corporal e espacial. A partir desse conhecimento, o pequeno começa a desenvolver uma dessas partes com mais força, coordenação, preferência e domínio. Tudo isso está ligado à dominância cerebral.

Para a obtenção desse domínio, as atividades mais apropriadas são aquelas em que um dos lados sejam trabalhados, são elas: pular de um pé só, pular em círculos, entre outras.

Existe alguma maneira de saber lidar com as questões ligadas à psicomotricidade?

Sim. Embora sempre disponibilizamos nosso conhecimento por meio dos artigos e e vídeos, é importante que vocês também tenham a oportunidade de aprofundar o conhecimento com informações imprescindíveis, com programas e cursos.

Não são apenas educadores e terapeutas que precisam estar por dentro de técnicas que visam ao desenvolvimento da psicomotricidade da criança. Muitos pais, mães e demais responsáveis pela criação dos pequenos também devem ficar inteirados sobre o assunto.

Para atender essa demanda, o treinamento PEPI (Programa Especializado em Psicomotricidade Infantil) trabalha com atividades que buscam a estimulação psicomotora e o bem-estar de seu filho ou aluno.

É um conjunto de técnicas que ensino nas aulas foram aplicadas há mais de 17 anos por mim, com resultados garantidos para apoiar o desenvolvimento infantil, como Tônus, Equilibração, Esquema Corporal, Estruturação Espacial, Orientação Temporal e Pré-Escrita.

Veja só os módulos que você pode estudar:

  • Módulo 01 – Conceitos e Relações Neuro-psico- desenvolvimentais da Psicomotricidade e da Educação Infantil
  • Módulo 02 – Desenvolvimento Infantil dos 0 a 5 anos
  • Módulo 03 – Áreas psicomotoras
  • Módulo 04 – Atividades Práticas
  • Módulo Bônus – Musicopos com parlendas

Clique no banner abaixo e tenha acesso ao PEPI + 6 Bônus Especiais:

Fontes:

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/desenvolvimento-da-percepcao-temporal/32226

https://www.youtube.com/watch?v=us88K_PBqQU (Educação do Corpo e do Movimento Ensino e Organização do Trabalho Pedagógico – UFOP)

https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/18589/2/Andressa%20de%20Souza%20Morgado.pdf

 

Luciana Brites Psicomotricista

Compartilhe este artigo

Comments 9

  1. Sempre aprendendo com vocês
    Eu procuro colocar em prática os conhecimentos adquiridos através de suas explicações.

  2. Quero agradecer a vocês, equipe da NeuroSaber, pela disponibilidade de nos presentear com tantos artigos de grande importância à nossa prática pedagógica, bem como aos novos conhecimentos que nos faz avançar em prol das nossas crianças.

  3. Estou conhecendo o Neuro saber agora e estou apaixonada pelos artigos.
    Parabéns pelos assuntos! Muito bem esclarecidos e apaixonantes.
    Sou estudante de pedagogia, no terceiro semestre e estou apaixonada pelo tema Psicomotricidade na infância. Estou fazendo uma dissertação e vocês me deram um norte muito rico. Obrigadaaaaa!

  4. Olá! Sou Aluna de medicina e acompanho a aprendizagem do meu irmão especial. Estou buscando informações para criar uma programação que funcione para ele pois já tentamos muitos profissionais e nosso pequeno ainda não consegue ler e escreve com dificuldades. O PEPI não está mais disponível?

    1. Suporte Neurosaber
  5. como as brincadeiras são importantes na vida de uma criança, hoje em dia as crianças não brincam mais como nós adultos brincamos antes dessa tecnologia toda.gostei muito do conteúdo da matéria.muito obrigada e parabéns pelo trabalho.

    1. Suporte Neurosaber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *