Entenda os diferentes transtornos de aprendizagem

Conheça os diferentes transtornos de aprendizagem, seus sintomas e as possíveis intervenções.

Transtornos de aprendizagem abrangem uma ampla variedade de problemas de aprendizagem. Referem-se a dificuldades e não se relacionam a falta de inteligência ou motivação da criança. A diferença está na maneira como seus cérebros recebem e processam informações.

Crianças e adultos com transtornos de aprendizagem veem, ouvem e entendem as coisas de maneira diferente. Isso pode causar problemas no aprendizado de novas informações e habilidades e na sua utilização. Os tipos mais comuns de transtornos de aprendizagem envolvem problemas com leitura, escrita, matemática, raciocínio, audição e fala.

Embora toda criança tenha problemas com a lição de casa de tempos em tempos, se uma determinada área da aprendizagem for sempre problemática, isso pode indicar um distúrbio de aprendizagem. Entenda melhor, neste artigo.

Transtornos de aprendizagem

Crianças com dificuldades de aprendizagem podem se desenvolver adequadamente, desde que recebam as intervenções e tratamentos adequados. Ainda que seja difícil para os pais lidar com a possibilidade de seu filho ter um transtorno de aprendizagem, vale lembrar que a maioria das crianças com dificuldades  nessa área é tão inteligente quanto as outras. 

Os transtornos de aprendizagem não devem ser confundidos com problemas que resultam de deficiências — visuais, auditivas, motoras, intelectuais — distúrbio emocional ou fatores ambientais, culturais ou econômicos.

O mais importante é que o diagnóstico seja precoce, para que a criança possa receber as intervenções adequadas. Isso porque, precisam ser ensinadas de maneira adaptada. Ao saber mais sobre os diferentes transtornos de aprendizagem, pais, escola e profissionais podem ajudar as crianças a encontrar formas de aprender que consideram as suas dificuldades.

As dificuldades de leitura, escrita e / ou matemática aparecem na escola, por isso os transtornos de aprendizagem são frequentemente diagnosticados durante o período escolar. No entanto, algumas pessoas não recebem uma avaliação até se tornarem adultos, o que pode trazer prejuízos em sua vida acadêmica e profissional.

Os transtornos de aprendizagem não podem ser curados, mas com apoio e intervenção adequados, as crianças podem aprender e se desenvolver de forma satisfatória. 

Sinais e sintomas de transtornos de aprendizagem

Sempre que suspeitar que as dificuldades de aprendizagem que a criança está apresentando precisam de uma atenção especial, busque ajuda profissional. Quanto mais cedo fizer isso, melhor.

Os sinais dos transtornos de aprendizagem podem surgir em dificuldades na leitura, ortografia, matemática, dificuldade em entender o que os outros dizem, dentre outros. Nem sempre é fácil identificá-los, pois são bem variados. Por isso, é importante conhecer bem os diferentes transtornos de aprendizagem para poder identificar os seus sintomas.

Os diferentes transtornos de aprendizagem

Discalculia

A discalculia é um transtorno de aprendizagem que afeta a capacidade de aprender a matemática. As crianças podem ter dificuldade em compreender os símbolos matemáticos, memorizar e organizar números ou problemas para contar.

Disgrafia

A disgrafia é um transtorno de aprendizagem que afeta a capacidade de escrita e as habilidades motoras finas. Os problemas incluem letra ilegível, planejamento espacial inadequado no papel, ortografia ruim e dificuldade em compor a escrita.

Dislexia

A dislexia é um transtorno de aprendizagem que afeta a leitura. A gravidade varia em cada criança, mas pode afetar a fluência da leitura, decodificação, compreensão, recordação, escrita, ortografia e, às vezes, a fala.

Transtorno da linguagem oral / escrita 

Esse transtorno de aprendizagem afeta a compreensão do que se lê ou a linguagem falada. A capacidade de se expressar com a linguagem oral também pode ser afetada.

Dificuldades de aprendizagem não-verbais

Transtorno de aprendizagem caracterizado por uma discrepância significativa entre habilidades verbais e motoras, visuais-espaciais e sociais. Normalmente, a criança tem problemas para interpretar sinais não-verbais, como expressões faciais ou linguagem corporal, e pode ter pouca coordenação.

TDAH — Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

O transtorno inclui dificuldade em manter o foco, prestar atenção e hiperatividade. Embora o TDAH não seja considerado um transtorno de aprendizagem, pesquisas indicam que muitas crianças com TDAH também têm um transtorno de aprendizagem e que as duas condições podem interagir, tornando a aprendizagem extremamente desafiadora.

Dispraxia

Transtorno caracterizado pela dificuldade no controle muscular, que causa problemas de movimento e coordenação, linguagem e fala e pode afetar o aprendizado. Embora também não seja um transtorno de aprendizagem, a dispraxia geralmente aparece com dislexia, discalculia ou TDAH.

Função Executiva

Ineficiência nos sistemas de gerenciamento cognitivo do cérebro que afeta uma variedade de processos neuropsicológicos, como planejamento, organização, elaboração de estratégias, atenção e lembrança de detalhes e gerenciamento de tempo e espaço. Embora não seja um transtorno de aprendizagem, os diferentes padrões de fraqueza no funcionamento executivo são quase sempre encontradas nas crianças que têm transtornos de aprendizagem ou TDAH.

Agora que você já conhece bem os diferentes transtornos de aprendizagem, compartilhe esse artigo nas suas redes e ajude outros profissionais!

 

Referências:

http://fundacaoholhos.com.br/artigos/entenda-os-diferentes-transtornos-de-aprendizagem/

https://www.helpguide.org/articles/autism-learning-disabilities/learning-disabilities-and-disorders.htm

https://ldaamerica.org/types-of-learning-disabilities/

Compartilhe este artigo

Comments 4

  1. Estou amando os workshops de vcs !! Agora vou participar do PEPI!! Estou muito feliz!! E obrigada pelo envio dos textos para leitura!! São excelentes!!

    1. Suporte Neurosaber
    2. Suporte Neurosaber
  2. Boa tarde, Equipe NeuroSaber!
    Muito bom este artigo! É essencial que se faça a diferença entre Dificuldade de Aprendizagem e Transtorno de Aprendizagem, pois esta distinção vai favorecer o encaminhamento adequado, e não se perde o melhor tempo para intervir. Muito obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *