Entenda os principais distúrbios de aprendizagem

A fase escolar significa uma etapa de desafios para qualquer criança. Tudo isso é motivado porque além de ser o começo de uma rotina que vá ao encontro do desenvolvimento pedagógico; existe também o critério de adaptação com os demais alunos, com as professoras e com tarefas que auxiliarão os pequenos dali em diante.

O aprendizado das crianças é o mesmo?

Um dos detalhes que não deve passar despercebido é a heterogeneidade do processo de aprendizagem, cujo significado é a variação quanto à recepção do estudante ao conteúdo ensinado em sala de aula. Se por um lado, podemos presenciar quem aprenda de maneira rápida; por outro, temos casos de alunos que demoram um pouco mais a assimilar as ideias.

O que está por trás disso?

Essa dificuldade para lidar com o que é ensinado no ambiente escolar pode ser confundida com algumas situações, a saber: explicação pouco didática do educador, algum ruído que atrapalhe o rendimento da criança ou dificuldade de absorver as informações. No entanto, a resposta pode ser uma só: distúrbio de aprendizagem.

Esta última opção norteará o artigo de hoje, tendo em vista que muitos internautas enviam suas dúvidas, relatando casos enfrentados por seus filhos ou alunos. Situações como hiperatividade, déficit de atenção, discalculia, disgrafia e dislexia configuram como os principais distúrbios que influenciam a aprendizagem de uma criança e precisa de tratamento.

Explicando os principais distúrbios

– Dislexia

A dislexia é caracterizada pela dificuldade no reconhecimento fluente das palavras, além da decodificação e soletração das mesmas.

– Disgrafia

A disgrafia acontece quando o aluno demonstra dificuldades na elaboração da linguagem escrita. O estudante pode apresentar formação léxica aquém do esperado, uso incorreto de letras minúsculas e maiúsculas; alinhamento incorreto, etc.

– Discalculia

A discalculia é a dificuldade que o aluno tem para aprender tudo que esteja direta ou indiretamente ligado a questões que envolvem números; tais como probleminhas, aplicação e conceitos matemáticos.

– Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

A criança hiperativa não consegue se concentrar com muita facilidade, principalmente se o conteúdo não for tão interessante para ela. Além disso, o pequeno quer realizar várias tarefas ao mesmo tempo. O hiperativo pode ser muito agitado ou distraído.

Tratamentos

Para todos esses casos há tratamentos adequados, cujo objetivo é o de desenvolver a habilidade de aprendizado da criança e minimizar, de forma considerável, o distúrbio que a prejudica em sua vida acadêmica.

Procure saber se a escola de seu filho conta com uma equipe de especialistas em psicopedagogia e psicomotricidade. Se houver, eis uma excelente oportunidade de conversar com os profissionais para que vocês, juntos, consigam encontrar a melhor solução para a criança.

Importante saber

Infelizmente, não são poucos os casos de pais que confundem os distúrbios de aprendizagem com alguma atitude voluntária da criança. É sempre válido relembrar que os casos relatados acima não ocorrem com o aval do pequeno. Portanto, não é culpa de seu filho se ele apresentar alguns dos transtornos expostos no artigo. A melhor solução é sempre a busca pela informação e tratamentos.

Compartilhe este artigo

Comments 19

  1. tem alguma instituiçao aqui em fortaleza , no ceara, precisando muito para fechar diagnostico do meu filho e poder ajudar, mãe confusa, precisando de ajudA

    1. NeuroSaber Responde
    1. NeuroSaber Responde
  2. Leciono em uma escola municipal e me deparo diariamente com crianças com muita dificuldade de aprendizagem. Como não sou especialista no assunto, procuro ajudar na medida do possível. Todos os anos são encaminhados para especialistas, como psicopedagogos, fonoaudiólogos, mas o atendimento é bastante precário, não apresentando muita evolução da criança. Gostaria de saber se existe alguma instituição que faça atendimento para crianças de famílias com baixa renda, que façam um diagnóstico preciso, em especial para diagnosticar alunos com dislexia.

    1. NeuroSaber Responde
  3. Tenho o maior prazer em ver e ouvir suas aulas

    Sou professora . Porém , gostaria de saber como lidar com uma situação: Uma criança com 10 anos no ensino regular ,passando de um ano para o outro sem saber. Sei que a mesma tem autismo aspeger como lidar com este aluno. Ele estuda em escola particular. Seus pais estão apavorados com o ensino.
    tem alguma sugestão ? A quem procurar. O meu muito obrigado se atendida for.

    1. NeuroSaber Responde
  4. Minha filha foi diagnosticada a 2 anos com TDAH, Mas a dificuldade dela na leitura , em entender os conteúdos e memorizar e tão Grande que parece que ela tem algo a mais. Tem 10 anos hoje

    1. NeuroSaber Responde
  5. Meu filho foi diagnosticado com TĎA , uma das alternativas dada pela neuro foi o uso da Ritalina ( 10 mg ) . Tenho pesquisado muito sobre essa medicação , não mediquei pois os malefícios são maiores que os benefícios . Como auxiliar neste caso ?

    1. NeuroSaber Responde
  6. Bom. Dia
    Tenho um filho de 4 anos
    Ele tem dificuldade em distinguir as cores e nas palavras faladas ele troca algumas letras exemplo
    Bombeiro ele fala rombeiro
    Usa muito a letra R nas palavras
    Qual especialista devo procurar ???

    1. NeuroSaber Responde
  7. Bom dia. Estou usando o artigo Dificuldades e Transtornos de Aprendizagem como referencial teórico em meu TCC. Preciso de orientações sobre como devo fazer a Referencia Bibliográfica. Falta o ano da publicação o que dificulta usar esse material que é muito rico

    1. NeuroSaber Responde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *