Atraso no Desenvolvimento Global

O que significa atraso no desenvolvimento global?

O desenvolvimento global é um conjunto de habilidades responsável pela autonomia de um indivíduo. É importante que todas essas faculdades, presentes em nossas vidas, estejam de acordo com seu funcionamento. Agora, e quando algo não está bem nessas funções? Ocorre o que chamamos de atraso no desenvolvimento global.

O que isso significa?

Conhecido também como Transtorno Global de Desenvolvimento (TGD), essa condição pode ser considerada como um atraso significativo em duas ou mais áreas voltadas para o aspecto progressivo da criança (seja ela a linguagem, a cognição, as competências sociais e comportamentais; além da motricidade fina e grossa). Deve-se ressaltar que o TGD, segundo estudiosos, é restrito aos pequenos com idade igual ou inferior a 5 anos de idade.

Isso tem ligação com o autismo?

A resposta é sim. O TGD se constitui como um conjunto de transtornos que estão diretamente ligados ao TEA (Transtorno do Espectro Autista). Portanto, é comum que uma criança apresente síndromes como as que serão citadas a seguir, pois elas podem vir associadas:

  • Síndrome de Asperger;
  • Síndrome de Rett;
  • Síndrome de Kanner;
  • Psicoses infantis e outras.

Quais são as causas do TGD?

De acordo com pesquisas, não existe uma causa única para o atraso do desenvolvimento global. É multifatorial. O que estudiosos conseguiram descobrir é o seguinte:

– TGD tem origem genética (como anomalias cromossômicas, por exemplo);

– Causas etiológicas (asfixia perinatal, infecções uterinas, dismorfias cerebrais, exposição a elementos tóxicos);

– Outros.

Quais são as implicações?

Pesquisadores afirmam que crianças com atraso no desenvolvimento global podem apresentar maior risco de desenvolverem problemas socioemocionais e comportamentais. Vale ressaltar que levantamentos feitos por meio das PKBS (Preschool and Kindergarten Behavior Scales) “mostram

que as crianças com atraso de desenvolvimento apresentam quatro a cinco vezes mais problemas de comportamento e déficits nas aptidões sociais do que as crianças sem atraso de desenvolvimento”.

Quais as características?

Uma criança com atraso no desenvolvimento global geralmente demonstra grande dificuldade para estabelecer contato com outras pessoas, independente da faixa etária. A comunicação feita tanto visual quanto verbalmente não é favorecida pelo pequeno.

Além disso, nota-se uma incapacidade da criança começar ou manter uma conversação. Outro detalhe característico é o fato dela ser resistente ao toque, o que leva, como consequência, ao seu isolamento.

Essas características referentes ao TGD são apenas alguns. No entanto, podemos elencar mais delas:

– Fala com ecolalia (repetição de sons);

– Fala mecânica (sem espontaneidade);

– Gostar de brincar sozinho com um objeto específico;

– Comunicação por meio de gestos;

– Fixação em um objeto.

Como lidar com uma criança com TGD na escola?

É importante que haja o respeito pelas diferenças às quais o pequeno apresenta, além de tentar procurar todas as possibilidades de incluí-lo nas atividades junto aos outros colegas.

Vale salientar que aos professores cabe também saber identificar em que esses alunos demonstram mais facilidade e, a partir disso, desenvolvê-los a fim de levá-los para outras etapas de aprendizagem.

Como é o tratamento do TGD?

A intervenção deve variar de acordo com a necessidade de cada paciente. O contato com um médico é fundamental para que ele possa estudar o caso e orientar o melhor tratamento para seu filho.

Já pensou aprender profundamente as Técnicas Psicomotoras que podem otimizar o Desenvolvimento Infantil de uma maneira Lúdica, Encantadora e Eficaz? Em um curso online completo a Lu Brites te ensina tudo sobre Psicomotricidade com fundamentação científica e de forma prática e simplificada.

Links consultados:

http://entendendoautismo.com.br/artigo/transtorno-global-do-desenvolvimento-o-que-e-tgd/

http://entendendoautismo.com.br/artigo/o-que-e-o-transtorno-global-desenvolvimento-tgd/

http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/23079/1/ulfpie047643_tm.pdf

Luciana Brites Psicomotricista

Compartilhe este artigo

Comments 2

  1. Olá Dra Luciana tudo bem?
    Eu estou com uma grande dúvida,meu filho tem 3 anos e 9 meses, não fala de acordo como as crianças da idade dele,ele fala algumas palavras mas não forma frases,a professora relata que não costuma ficar nas rodas de conversas,gosta de brincar mais sozinho, não gosta de participar das atividades que envolvem danças ou algo do tipo. Eu e meu marido levamos ele semana passada a fonoaudióloga e ao neurologista infantil e de primeiro momento o médico neurologista ao escutar esses relatos e ao observa- ló durante a consulta passou um medicamento para ele chamado Risperidon e alguns exames,e um dos exames é audiometria tronco cerebral pea bera.
    Dra fiquei receosa em começar a dar esse medicamento sem antes ter o resultado dos exames,por favor me dê uma ajuda estou extremamente com muitas dúvidas.
    Desde já agradeço a atenção,
    Jacqueline.

    1. Adriana Matias

      Jacqueline ,caso não veja a necessidade de medica- lo antes de ter um diagnóstico preciso você pode aguarda o resultado dos exames , mas o ideal é sempre seguir as recomendações médicas porque somente o especialista que analisou sabe qual melhor tratamento e interversão para caso da criança .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *