Quais são os tipos de TDAH?

Vocês saberiam explicar quais são os tipos de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) ou qual a diferença entre as tipologias? Não são poucas as pessoas que ficariam em dúvida na hora de defini-las. Bom, o artigo de hoje vai colocar todos os pontos que diferem os grupos de TDAH reconhecidos pela área médica.

É importante que se saiba como o discernimento acerca da tipologia de TDAH é crucial para providenciar o tratamento ideal para o pequeno. Alguns sintomas podem parecer normais para o comportamento de sua criança, mas muitos deles escondem algo mais sério e que precisa ser investigado com cautela e sob a experiência de um profissional capacitado.

Como o TDAH é dividido?

Na verdade, quando se fala em TDAH, um erro que muitas pessoas fazem é a generalização, ou seja, apenas uma das tipologias é evidenciada.  O transtorno não é caracterizado somente pelo aspecto hiperativo. Há muito mais detalhes. Dentre eles, os dois tipos de TDAH.

– TDAH tipo desatento

Esta categoria é marcada pela desatenção da criança na escola, em casa e na execução de determinadas tarefas que exijam concentração, por exemplo. No entanto, não é só isso. O tipo desatento é marcado também pelas seguintes características: dificuldade na percepção quanto à passagem de tempo, dispersão em tarefas que exigem grande concentração, distração acentuada (de forma que atrapalhe até mesmo o rendimento escolar).

– TDAH tipo combinado

Já neste grupo, os pacientes diagnosticados com o tipo combinado manifestam os sintomas de déficit de atenção e também de hiperatividade. Vale lembrar que isso facilita a identificação dos sinais; seja na escola ou até mesmo pelos próprios familiares. Nesse caso, os pais procuram equipes de especialistas (médicos e não médicos) mais cedo do que aqueles que não demonstram tão facilmente. Os responsáveis pela criança fazem isso quando percebem que seus filhos apresentam determinados comportamentos.

Quais são as características do TDAH desatento?

  • A criança é tímida, não faz questionamentos; não termina o que começa;
  • O pequeno costuma não dar trabalho na escola;
  • A criança tem dificuldade para se concentrar em aulas, livros e palestras (geralmente, as pessoas acometidas pelo TDAH tipo desatento não terminam a leitura de um livro; ou só quando o assunto desperta total interesse);
  • Distração em conversas
  • A pessoa se distrai com qualquer estímulo externo (barulho, objetos, imagens).
  • Dificuldade de se organizar, tanto objetos de seu cotidiano como a própria noção de tempo.

Quais são as características do TDAH combinado?

  • Inquietude excessiva;
  • Agitados e não aprendem com seus próprios erros;
  • Essas crianças enfrentam muita dificuldade de aguardar a vez, esperar;
  • Elas também criam problemas de relacionamento social na escola e em casa;
  • Parte considerável delas evolui para o quadro opositor desafiador.

O tratamento é o mesmo para todos os casos?

Na verdade, o primeiro passo é procurar ajuda com especialista. Afinal, somente ele poderá investigar os sintomas apresentados pela criança. A partir da constatação, o profissional tende a indicar a informar aos pais qual o tipo de TDAH que o pequeno demonstra ter.

A intervenção vai de acordo com as necessidades do paciente. Isso significa que o tratamento pode ser multidisciplinar para ajudá-lo a superar as dificuldades enfrentadas no dia a dia com base em técnicas cientificamente comprovadas.

Nenhuma generalização é bem-vinda, principalmente em casos que envolvem saúde ou comportamento. Portanto, é aconselhável que vocês levem seus filhos aos consultórios logo que perceber algum aspecto que fuja da normalidade de sua criança, seja distração ou agitação em excesso. O importante é procurar auxílio.

 

Luciana Brites Psicomotricista

 

Compartilhe este artigo

Comments 13

  1. Tenho um filho com TDAH e pelo jeito combinado ta muito dificil de lidar com ele enclusive hoje transferiram ele de colégio por agredir a professora

  2. Existe tratamento para um adulto TDAH desatento?
    Tipo aos 40 anos ainda há tempo de obter ajuda?

    1. Suporte Neurosaber
  3. tenho um autista severo,não sei como lidar com ele,oque fazer,sou auxiliar da professora

    1. Suporte Neurosaber

      Olá Maraglai , no site tem vários vídeos e artigos que poderá te ajudar e também caso seja do seu interesse neurosaber oferece curso na área de autismo acesso opção ( cursos ) .

  4. Olá tive mais de 8 anos de tratamento para o TDAH. No incio quando criança não entendia porque tomar remédio se eu não estava doente. Mais no final do tratamento, quando então fui realmente buscar o que é o TDAH ,fez todo sentido o remédio. Porém realmente notei a diferença na minha atenção para as aulas e para afazer as atividades, já tinha bem mais concentração. E hoje vejo o quão bom é o tratamento se seguido de forma correta. Eu acho super necessário e indicos aos pais que aoo notar um comportamento mais disperso do seu filho na hora de realizar as atividades dentre as outras coisas, que procurem um neuropsicologa para que ela faça alguns testes com os pequenos e assim que tiverem os resultados dos testes positivos,façam o exame. Não tem erro ai então.
    Não medique seu filho antes de fazer este processo e ter certeza, você ao achar que seu filho tem TDAH pode estar causando outros problemas na sua aprendizagem.

    1. Suporte Neurosaber

      Olá Kauana , é muito importante que criança seja avaliada e somente com diagnóstico correto iniciar o tratamento conforme as orientações do médico que está acompanhando .

  5. Ola boa noite tenho um filho com 24anos diagnosticado com TĎA ja fez varios tratamento passou por varios psiquiatras mas nada resolvel o que fazer pois ele ñ concegue passar de ano na faculdade mas ñ desiste?

    1. Suporte Neurosaber
  6. Olá gostaria de saber quais são os testes e exames para ter certeza do TDAH, exame de sangue consta alguma coisa relacionada?

    1. NeuroSaber Responde
  7. Tenho todos os sintomas de tdah desatento, sempre tive mas achava que era só o meu jeito mesmo, agora com 28 anos percebi que era um problema e fui em uma consulta com o neuro ele me falou que eu tenho todos os sintomas mesmo, mas me pediu vários exames para confirmar, gostaria de saber se esse tipo exige algo há mais no tratamento ou só o remédio funcionará?

    1. NeuroSaber Responde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *