Qual é a idade da primeira infância?

Você se lembra quando sua criança falou mamã ou papa pela primeira vez? E quando ela segurou algum objeto de maneira mais firme? Bom, certamente vocês guardam isso na memória, mas não se recordam do dia de forma específica, correto? Pois bem, todos esses momentos são apenas algumas das descobertas presenciadas na idade que corresponde à primeira infância.

Esse termo não deve ser surpresa para quem acompanha nossos artigos, mas por acaso você saberiam explicar para outra pessoa sobre o que se trata? Então, não tenha mais dúvidas e veja o que realmente significa esse importante período na vida de todos nós.

Qual é a faixa etária incluída na primeira infância?

A idade da primeira infância é aquela que compreende o período que vai do nascimento aos 6 anos de vida. Importante ressaltar que ela se configura como uma etapa determinante para o estabelecimento de habilidades fundamentais aprendidas pelo pequeno.

É justamente nesse período que ocorre o início de uma série de comportamentos e interações com o ambiente que circunda a criança. Para se ter uma ideia, todos os estímulos recebidos surtem total efeito até mesmo na vida adulta da pessoa. Portanto, vale lembrar que a avaliação do desenvolvimento se revela como um passo importante para vida do pequeno e de seus familiares.

Como se dá o aprendizado durante a primeira infância?

Segundo estudos realizados na área de neurologia, a fase em questão é a principal para a ocorrência do desenvolvimento cerebral. Isso é explicado em uma metáfora na qual o cérebro é comparado a uma esponja, com grande capacidade de absorver todo o conhecimento que lhe é estimulado.

Especialistas confirmam que as primeiras experiências vivenciadas são responsáveis por preparar a área sobre a qual o conhecimento se desenvolverá no futuro.

O que é imprescindível nesse período?

Durante a primeira infância, a criança passa por situações extremamente enriquecedoras. Desde o maternal até o pré-primário os pequenos devem ser devidamente treinados em suas habilidades. Vejam quais são as principais.

– Psicomotricidade

A psicomotricidade pode ser definida como uma ação cuja finalidade pedagógica e psicológica é voltada na utilização de parâmetros da educação física. A intenção é melhorar o comportamento da criança com seu corpo. Há quem defina a psicomotricidade como uma ciência que estuda o indivíduo por meio de seu movimento e a interação social.

Fatores essenciais para o desenvolvimento eficaz da criança estão incluídos nesse conjunto, são eles: a lateralidade, a organização e a noção espacial. O esquema corporal e a estruturação espacial devem ser trabalhados também.

– Consciência fonológica

Consciência fonológica é a habilidade que todos nós adquirimos quando manipulamos os sons de nossa língua. Em outras palavras, podemos dizer que ela é a capacidade de percebermos que uma palavra pode se iniciar ou terminar com o mesmo som. Além disso, vale dizer que ela antevê as técnicas de alfabetização.

– Interação social

Desde bebês costumamos interagir com o que está ao nosso redor. Ao longo da primeira infância vamos atribuindo significado às coisas e às pessoas. O período é marcado por profundas descobertas e mudanças, como a troca dos gestos para a comunicação verbal, entre outros. Além disso, o convívio com outras crianças permite a formação de vínculos de amizade e o fortalecimento de emoções.

– Fala

É na primeira infância que saímos da mamã e papá para formularmos bem as palavras e, posteriormente, as frases, aumentando gradativamente nosso vocabulário e um domínio considerável das expressões.

 

Links consultados:

Avaliação do desenvolvimento na primeira infância: por que fazer?

3 atividades que ajudam na alfabetização

A importância da Psicomotricidade para Educação Infantil

Luciana Brites Psicomotricista

Compartilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *