Qual a relação entre os Transtornos Psiquiátricos e de Aprendizagem?

Vocês já devem ter se questionado se existe alguma relação entre os transtornos psiquiátricos e os de aprendizagem, correto? A pauta que trata dos transtornos neurobiológicos ou neuropsiquiátricos é realmente cheia de curiosidades que até mesmo profissionais da área precisam ficar atentos quanto às informações.

A resposta

A resposta à pergunta que dá um norte a este artigo é a seguinte: sim, existe relação entre eles, sem sombras de dúvidas. Isso é evidenciado pelo fato de indivíduos que apresentam transtornos psiquiátricos terem mais chances de manifestar transtornos de aprendizagem no campo da leitura, da escrita e da matemática. Por outro lado, pessoas que apresentam distúrbios de aprendizagem tendem a manifestar distúrbios psiquiátricos.

Por que isso acontece?

O motivo para essa troca de informações entre um aspecto e outro está na evidência de que muitos transtornos psiquiátricos estão diretamente envolvidos em alterações de conexões neurológicas; conexões entre funções distintas do cérebro.

O panorama

Os casos de pacientes diagnosticados com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), um transtorno neuropsiquiátrico, são exemplos que podem ser usados aqui. O indivíduo apresenta alterações nas vias dopaminérgicas, o que pode levar alterações nas funções executivas, na memória operacional não verbal, atenção seletiva e sustentada; e na dificuldade de desempenho tempo-espaço. Isso significa que quanto mais tempo se passa, a pessoa adquire uma queda de seu nível de atenção, refletindo no rendimento escolar, que tende a abaixar.

Outros casos

Além disso, existem outros transtornos que influenciam nessa relação. Casos como esquizofrenia, transtorno bipolar, TEA (Transtorno do Espectro Autista). Todos eles podem levar a criança a apresentar problemas de atenção e concentração. A literatura médica está cheia de estudos que analisam essas situações de alteração de função executiva, de linguagem, acarretando prejuízos na idade escolar do pequeno.

A correlação entre os transtornos

Indivíduos com dislexia, um transtorno específico de aprendizagem ligado à leitura, podem desenvolver quadros depressivos e transtornos de ansiedade. É importante correlacionar as duas condições. Quando os profissionais avaliam alguém que tenha transtorno psiquiátrico, os médicos não descartam a iminência de o paciente tender a manifestar também algum transtorno de aprendizagem.

Relembrando alguns conceitos importantes

Transtorno psiquiátrico pode ser definido com alterações do funcionamento da mente e que causam sofrimento não só à pessoa, mas a todas aquelas que fazem parte de seu convívio. As áreas afetadas indiretamente são diversas, uma vez que a origem de tais problemas se dá no cérebro do paciente; afetando a capacidade do sujeito ter uma vida normal.

Transtorno de aprendizagem está ligado à baixa habilidade que uma pessoa apresenta, principalmente, a áreas da vida escolar, como a leitura, a escrita e a matemática. Há, em comum, entre todos os pacientes, o rendimento aquém da média nesses quesitos.

Existe alguma saída para os casos que são apresentados?

As intervenções significam a melhor saída para se tratar os possíveis transtornos relacionados. No entanto, é preciso analisar muito bem a condição da criança para saber qual o tratamento ideal para o caso apresentado.

Compartilhe este artigo

Comments 18

  1. meu filho e autista e sofre de transtorno de aprendizado ,é horrível nosso sofrimento ele nem consegui aprender nem tem rendimento nenhum na escola sou muito triste por ele ,amo muito meu filho mas não tenho condições de pagar pelo tratamento dele nem consegui pelo sus. confesso que voces me ajudarão muito.

    1. NeuroSaber Responde
  2. Meu filho foi diagnosticado com Transtorno de ansiedade e TDAH. Neuro c psiquiatra preescreveram antiansiolitico e ritalina. Estou muito apreensiva… Será que é o diagnóstico certo? A Neurofeedback faz efeito? Suplanta medicação?

    1. NeuroSaber Responde

      Ola Maria,
      Sem avaliação, não podemos dar uma orientação precisa sobre o caso. É importante buscar um especialista para lhe dar melhores informações e orientações para uma intervenção… Acesse nosso blog e canal do YouTube para saber mais: neurosaber.com.br/artigos/ e goo.gl/8C9wiz

    2. Oi Maria Jocelina, meu nome é Ondina. Minha filha tem quase 12 anos e foi diagnosticada com depressão e TDAH. ainda estamos fazendo várias avaliações e testes. Um deles, ela acabou de terminar, foi a avaliação neuropsicológica. ela também foi orientada a tomar danforim e ritalina. Desde maio ela está tomando os medicamentos e tem feito uma grande diferença na vida dela. Mas melhor ainda do que a medicação são os acompanhamentos tanto psicológico quanto pedagógico.
      sou apaixonada pela NeuroSaber e meu sonho é levar a minha filha no Dr Clay e na Lu. Acompanho o canal e tenho aprendido muito. procure um bom profissional em sua cidade e deixe o seu coração de mãe sentir o que é certo e errado. Cada criança é unica. beijos. Ondina

  3. Meu primo tem esquizofrenia sofre muito depois dele grande já depois de ter se apaixonado por uma garota que não o correspondeu ele vive isolado demora dormir a noite fala muito sozinho o que devo fazer

    1. NeuroSaber Responde

      Ola Lidiane,
      Sem avaliação, não podemos dar uma orientação precisa sobre o caso. É importante buscar um especialista para lhe dar melhores informações e orientações para uma intervenção… Acesse nosso blog e canal do YouTube para saber mais: neurosaber.com.br/artigos/ e goo.gl/8C9wiz

  4. Meu filho tem 8 anos e está na 3 série ,a professora tem sinalizado muito distração nas aulas dizendo que ele por sentar a frente da classe fica o tempo todo da aula olhando para os colegas prestando atenção nas conversas ao redor e não cópia as lições, estou muito preocupada ele é uma criança muito alegre e questionadora vem a pergunta, será algum transtorno?

    1. NeuroSaber Responde

      Ola Simone,
      Sem avaliação, não podemos dar uma orientação precisa sobre o caso. É importante buscar um especialista para lhe dar melhores informações e orientações para uma intervenção… Acesse nosso blog e canal do YouTube para saber mais: neurosaber.com.br/artigos/ e goo.gl/8C9wiz

  5. Gostaria de obter mais esclarecimentos para ajudar meu filho que possui 11 anos e se encontra cursando a terceira série.
    O inseri agora em nova escola método Montessoriano e estou ainda em observação quanto a sua nova forma de ensino nesta.
    No mais deixei de lhe dar medicamento pois não acredito mais nela uma vez que quando medicado ele não tem apresentado nenhuma diferença nas atitudes de atenção atualmente.
    Preciso de ajuda.
    Aguardo resposta

    1. NeuroSaber Responde

      Ola Paula,
      Sem avaliação, não podemos dar uma orientação precisa sobre o caso. É importante buscar um especialista para lhe dar melhores informações e orientações para uma intervenção… Acesse nosso blog e canal do YouTube para saber mais: neurosaber.com.br/artigos/ e goo.gl/8C9wiz

  6. Bom dia ! Eu tenho um filho com 9 anos ele tem dificuldade de escrever ,ele estudar dez dos 2 anos. Não tem uma boa caligrafia ele pode ter disgrafia.o que devo fazer?

    1. NeuroSaber Responde
  7. Bom dia. Trabalho numa faculdade e estou pesquisando sobre possíveis recursos e orientação para melhorar a dificuldade acadêmica de alunos com transtorno de ansiedade, pânico e depressão. Abraços

  8. Prezados Bom dia!

    Acompanho o máximo que posso a postagens de vocês. O que mais me impressiona são as divergências de opiniões entre os profissionais. Como estes transtornos tem diagnóstico puramente clínico, nós mães precisamos ter a consciência de que o que nossos filhos precisam é de uma ajuda multidisplinar. Mas e se não temos recursos financeiros? E se precisamos trabalhar fora para sustentar nossos filhos? As escola públicas não estão preparadas para a diversidade das crianças. O que podemos fazer para ajudar nesses casos?

    1. NeuroSaber Responde
  9. Oi bom dia minha filha foi diagnosticada com Cid 10 f81.3 Mas eu estou muito confusa não me explicaram direito o que
    significa eu li a respeito mas não entendi muito bem vc pode me ajudar se o que ela tem. Obrigada

    1. NeuroSaber Responde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *